Quinta-Feira, 31 de Julho de 2014

Página Inicial>Mundo

Sarkozy e Thierry Henry : encontro a portas fechadas

Logo após o desembarque, o ex-capitão da seleção francesa foi conduzido a um carro especial da presidência francesa cercado de batedores.

Publicada: 24/06/2010 - 18h49m|Versão para impressão|

  • O atacante e ex-capitão da seleção de futebol francesa, Thierry Henry.
  • O atacante e ex-capitão da seleção de futebol francesa, Thierry Henry.
    Foto: Reuters
O presidente Nicolas Sarkozy afirmou que esse encontro aconteceu a pedido do jogador e que ele, que gosta de futebol, estava curioso para saber o que Thiery Henry queria contar para ele. Sarkozy declarou que o governo se interessa pela crise no futebol mas que não vai se ocupar para sempre desse assunto. No entanto, o governo pretende lançar um grande debate nacional com todos os setores envolvidos no futebol e no esporte.

Apesar do presidente relativizar a importância do “tête à tête” com Henry, ele anulou um encontro com ONGs para falar de problemas de desenvolvimento econômico, às vésperas da reunião do G20, especialmente para conversar com o atacante francês.

Logo após o desembarque, o ex-capitão da seleção francesa foi conduzido a um carro especial da presidência francesa cercado de batedores.

Diversos membros do governo, entre eles a ministra dos Esportes, Roselyne Bachelot, e a secretária dos Esportes, Rama Yade, defendem uma interferência estatal mais ativa nos problemas que afetam a seleção francesa. A ministra Bachelot chegou a pedir a renúncia da Federação Francesa de Futebol.

O governo quer ajudar a preparar a equipe para a chegada do novo técnico, Laurent Blanc. Todos concordam que depois da fraquíssima campanha da França - um empate e duas derrotas - o futebol francês vai ter que começar do zero. E é preciso ter pressa. Já no segundo semestre começa a fase de classificação para a Euro 2012.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook