Segunda-Feira, 18 de Fevereiro de 2013

Página Inicial>Mundo

Rebeldes maoístas matam 75 policiais indianos em emboscada

"O Estado está executando uma campanha de terror contra o povo, e nós lutamos contra quem está cometendo o terror contra a população" disse lider maoísta

Publicada: 06/04/2010 - 18h34m|Fonte: Al Jazeera|Versão para impressão|

  • Rebeldes maoístas matam 75 policiais indianos em emboscada
Rebeldes maoístas mataram pelo menos 75 policiais paramilitares em um ataque no estado central indiano de Chhattisgarh, informaram fontes do governo.

Cerca de 300 combatentes teriam atacado os policiais do alto de uma colina na terça-feira no distrito de Dantewada quando a polícia voltava de uma operação.

Quando os reforços chegaram em seu socorro, centenas de combatentes fortemente armados emboscaram o ônibus cheio de policiais.

"Setenta e cinco pessoas morreram e sete ficaram feridos,"informaram fontes do governo indiano.

Os maoístas têm sido descritos por Manmohan Singh, primeiro-ministro indiano, como a maior ameaça da segurança interna do país.

Eles regularmente fazem emboscadas contra a polícia destroem linhas ferroviárias e atacam fábricas, com o objetivo de paralisar a atividade econômica.

Em uma entrevista exclusiva com a rede Al Jazeera em outubro passado, "Kishan-ji", comandante dos maoístas "braço armado, defendeu os ataques, chamando-os necessários.

"A violência está diretamente relacionada ao poder do Estado. Oitenta e cinco a 90 por cento da população vive sob uma ditadura, não é realmente uma democracia", disse ele.

"O Estado está executando uma campanha de terror contra o povo, e nós lutamos contra quem está cometendo o terror contra a população comum, seja ele de qualquer partido político ou das forças armadas".

Os maoístas também são conhecidos como Naxals, após seu primeiro levante armado que teve lugar em um pequeno vilarejo chamado Naxalbari, no estado indiano de Bengala Ocidental cerca de 40 anos atrás.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook