Segunda-Feira, 27 de Outubro de 2014

Página Inicial>Mundo

Rebeldes das Farc libertam soldado da Colômbia

Calvo é o primeiro de dois soldados que as Farc prometeram libertar esta semana em que os rebeldes chamaram de sua última libertação unilateral.

Publicada: 29/03/2010 - 18h23m|Fonte: Al Jazeera|Versão para impressão|

  • Calvo, Centro, foi entregue para militares brasileiros a serviço da Cruz Vermelha no domingo
  • Calvo, Centro, foi entregue para militares brasileiros a serviço da Cruz Vermelha no domingo
    Foto: AFP
As Farc entregaram um soldado de 23 anos para militares brasileiros em missão da Cruz Vermelha Internacional em sua primeiro libertação de reféns de um cativeiro em mais de um ano.

Josue Calvo, o primeira de dois reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que havian sido prometidos de ser libertados esta semana, foi apanhado nas selvas do sul elevado para a cidade de Villavicencio, no parte oriental dos Andes, no domingo.

Calvo, que haviam sido capturado após ser ferido em abril passado, desembarcou de um helicóptero do exército brasileiro estampado com o símbolo da Cruz Vermelha e em seguida deu um longo abraço em seu pai e irmã.

"A alegria chegou em casa novamente", disse Luis Alberto Calvo, pai do soldado.

Calvo não falou com a imprensa, mas deu um sinal de positivo.

Em seguida, o soldado e sua família foram levados para a capital, Bogotá, onde Calvo foi levado ao hospital militar para tratamento.

De acordo com a direção do hospital ele está com um pouco de desidratação e seu quadro é estável.

A Coronel Nora Inês Rodrigues acrescentou que três ferimentos de bala sofrido um ano atrás em sua perna direita tinha curado, mas um quarto tinha danificado seu joelho esquerdo.


"A paz é possível"

"Sim, a paz é possível, é irreversível", disse Córdoba, em comentários sobre a libertação que acabou de ocorrer em sua página no Twitter.

Calvo é o primeiro de dois soldados que as Farc prometeram libertar esta semana em que os rebeldes chamaram de sua última libertação unilateral.

O outro soldado que as Farc pretendem liberar é o sargento Pablo Emilio Moncayo.

O sargento de 32 anos está em poder das Farc há mais de 12 anos cujo pai ganhou fama por andar por toda a Colômbia pedindo pela sua libertação.

Moncayo é esperado para ser liberado na terça-feira.

Farc diz que agora procura uma troca de rebeldes presos em troca dos 20 policiais e soldados que ainda detém, a maioria dos quais foram detidos por mais de uma década.

Alvaro Uribe, presidente colombiano, que deixa o cargo em agosto após dois mandatos consecutivos de quatro anos, é muito popular na Colômbia por combater as Farc de forma agressiva e resolver a golpes significativos, incluindo o resgate de 2008 da ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, três empreiteiros, militares dos EUA e 11 outros cativos.

Analistas dizem esperar que nenhum movimento sobre uma possível troca de prisioneiros ocorra até que um novo presidente tome posse em 7 de agosto, depois das eleições.

Cientista Sandra Borda da Universidade de Los Andes acredita que nenhum dos candidatos presidenciais demostraram que estão dispostos a negociar com as Farc, que segundo a cientista está "enfraquecida, mas longe de ser derrotado militarmente".

Calvo é o primeiro a ser liberado do cativeiro, desde Fevereiro de 2009, quando a guerrilha entregou dois políticos, três policiais e um soldado.



Tradução e adaptação: Narciso Tenório - Guia Global

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook