Segunda-Feira, 01 de Julho de 2013

Página Inicial>Mundo

Plano de cortes de recursos na educação e na saúde provoca manifestações em várias cidades da Espanha

O protesto teve como lema Com a Saúde e a Educação não se Brinca".

Publicada: 29/04/2012 - 17h23m|Fonte: Lusa|Versão para impressão|

Uma manifestação em defesa da saúde e da educação juntou hoje (29), em Madri, mais de 40 mil pessoas, segundo os organizadores, ou cerca de 9 mil, segundo fontes policiais. A marcha pede que o governo não faça cortes de recursos nesses setores.

O protesto teve como lema Com a Saúde e a Educação não se Brinca". Ele incluiu manifestações em 55 cidades espanholas, organizadas pela Plataforma Social em Defesa do Estado Providência e dos Serviços Públicos, que reúne as duas principais centrais sindicais do país.

O governo espanhol adotou em 20 de abril um plano de austeridade para os setores da saúde e da educação e espera gerar 10 bilhões de euros de poupanças anuais, dos quais 7 bilhões, na saúde, e 3 bilhões, na educação.

A reforma do sistema de saúde implica que os reformados passem a pagar pelos seus medicamentos, até agora gratuitos, e que os imigrantes sem documentos vejam reduzido aos serviços de urgências e à pediatria o seu acesso gratuito à saúde.

Na educação, o governo quer, por exemplo, autorizar as regiões a aumentar em 50% o valor da inscrição na universidade.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook