Domingo, 07 de Setembro de 2014

Página Inicial>Brasil

Paraná:

“É uma ponte metálica Bailey com cerca de 40 metros que vai ser instalada da cabeceira da estrutura existente até um ponto seguro da mesma.

Publicada: 11/02/2010 - 20h04m|Fonte: Agência de Notícias do Governo do Paraná|Versão para impressão|

  • Paraná:

  • Foto: Jorge Woll
A pedido do Governo do Paraná, o Exército vai instalar uma ponte metálica sobre o Rio das Cinzas, na PRC-272, em Tomazina (Norte Pioneiro). A estrutura de 40 metros vai ser montada da cabeceira da ponte de concreto, que foi interditada devido às fortes chuvas que atingiram a região nas últimas semanas, até um ponto seguro da própria ponte, criando um ponto de ultrapassagem para os veículos e para a população da região. “É uma solução emergencial para diminuir as dificuldades que a população da cidade tem passado. Nossos técnicos já trabalham na elaboração da solução definitiva para a recuperação da ponte de concreto”, diz o secretário dos Transportes, Rogério Tizzot.

A estrutura metálica vai ficar por cerca de 30 dias no local, enquanto engenheiros do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) trabalham na contratação de uma empresa para corrigir os problemas estruturais da ponte. Na manhã desta quinta-feira (11) o 5° Batalhão de Engenharia de Combate, localizado em Porto União, Santa Catarina, iniciou o deslocamento da ponte metálica. A estrutura percorre os 400 quilômetros entre duas cidades em um comboio formado por 11 veículos e 77 militares. A previsão é que a ponte chegue em Tomazina na tarde desta quinta-feira. A montagem começa na manhã de sexta-feira (12) e até o final de semana deve estar concluída.

“É uma ponte metálica Bailey com cerca de 40 metros que vai ser instalada da cabeceira da estrutura existente até um ponto seguro da mesma. Isso vai criar uma condição segura de utilização da ponte de concreto”, explica o tenente Francílio Fonseca Santana.

PATRULHAS – O Governo do Paraná também auxilia as prefeituras na recuperação de ruas e vias rurais destruídas pelas chuvas. Já foram deslocadas 11 equipes do programa de Patrulhas Rodoviárias para atuar nas cidades do Norte Pioneiro. Tizzot explica que cada equipe das Patrulhas conta com 11 equipamentos entre máquinas e caminhões. “Ainda estamos visitando e fazendo levantamento técnico das pontes nas vias rurais que foram atingidas pelas chuvas. Com esses dados vamos montar uma programação para a instalação de pontes de concreto fabricadas pelo próprio DER”, explicou.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook