Sábado, 29 de Março de 2014

Página Inicial>Política & Economia

Otimismo do empresariado com a economia bate recorde histórico

Entramos em um ciclo econômico bastante favorável e 2010, para as empresas, será um ano muito positivo".

Publicada: 26/01/2010 - 17h23m|Fonte: Agência Brasil|Versão para impressão|

O otimismo do empresariado brasileiro continua crescente e atingiu em janeiro 68,7 pontos,o maior índice já registrado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Divulgado hoje (26) pela entidade, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) foi o maior desde 1999, quando começou a pesquisa, 10 pontos percentuais acima da média histórica, que é de 58,4 pontos.

Segundo o gerente executivo de Política Econômica da CNI, Flávio Castelo Branco, esse otimismo se deve principalmente à retomada da atividade econômica iniciada no final do ano passado, o que teria trazido “novo fôlego” à economia.

“Entramos em um ciclo econômico bastante favorável e 2010, para as empresas, será um ano muito positivo. Nossa expectativa é de que o setor industrial lidere o crescimento deste ano”.


Ele explicou que janeiro sempre foi um período de otimismo em função do ano que se inicia. No entanto, lembrou, isso não ocorreu em janeiro de 2009, quando a confiança das empresas estava em 47,4 pontos devido à crise que já se instalara principalmente nos setores exportadores da indústria.

“Ao alcançar 68,7 pontos em janeiro, o Icei registrou uma alta de 2,8 pontos na comparação com outubro do ano passado, e de 21,3 pontos se comparado a janeiro de 2009. Sem a menor dúvida é um aumento considerável, que mostra o quanto os empresários estão otimistas”, disse o economista.

Em janeiro do ano passado, a confiança dos empresários especificamente em relação à economia era de 28,1 pontos. Em um ano, subiu para 65,4 pontos. A confiança na empresa estava em 40 pontos, e subiu a 61,3 pontos, valor registrado em janeiro de 2010. Para Castelo Branco, “é um descolamento muito grande”.

A CNI também constatou aumento na expectativa, tanto com a economia do país – que em janeiro de 2009 estava em 46,3 pontos e subiu para 69,5 pontos em janeiro de 2010 – quanto com a própria empresa, que no mesmo período passou de 56,6 pontos para 72,9.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook