Quinta-Feira, 10 de Outubro de 2013

Página Inicial>Brasil

Oposição cria estratégia para envolver Lula no caso do mensalão

"Sem DEM, PSDB e PPS apelas para Gurgel caçar Lula.

Publicada: 11/12/2012 - 05h22m|Fonte: Com informações de Brasil 247|Versão para impressão|

  • Oposição cria estratégia para envolver Lula no caso do mensalão
Matéria publicada pelo portal Brasil 247 em 02 de Novembro, esclarece os meandros da estratégia da oposição que, como sempre, tenta ganhar as eleições na capa da revista Veja, com auxílio da Folha de São Paulo e outros jornais brasileiros que seguem a mesma linha editorial.

O depoimento de Marcos Valério seria o argumento criado pela oposição (midiática) para envolver Lula no caso do mensalão e julgá-lo, baseado no "domínio do fato".

O novo depoimento de Valério, publicado hoje, 11 de dezembro, pela Folha de S. Paulo, parece ser um novo passo em direção à concretização do plano da oposição.

A estratégia oposicionista, segundo o portal, está sem o apoio do "DEM, que já declinou do convite". PSDB e PPS, seguem com os representativos deputados Duarte Nogueira e Roberto Freire, que prometeram entregar na terça-feira 6 uma representação ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

A intenção é que Gurgel aceite abrir uma investigação formal contra Lula, baseado no argumento do "domínio do fato", que serviu para condenar o ex-ministro José Dirceu na Ação Penal 470, e que foi criticada pelo próprio jurista criador do conceito.

Ainda segundo o portal:

"A base factual da representação são supostas declarações do publicitário Marcos Valério à revista Veja, não confirmadas por ele. Há suspeitas de que a publicação da Editora Abril tenha recebido as frases de Valério após vazamento de conversa que teria ocorrido entre ele mesmo e o próprio Gurgel (leia aqui notícia de 247 a respeieto).

Nos países saxões, como a Inglaterra, onde é cultuada, a caça à raposa termina, invariavelmente, com a morte a tiros da própria raposa, seguido de um banquete para a elite. Os protestos contra a permanência do que alguns consideram ser esporte aumentam em todo o mundo. Mas a verdadeira covardia de se perseguir com cães, cavalos, espingardas, batedores e lacaios um único bicho resiste. Prestígio popular, vitórias políticas, serviços prestados ao país, nada disso, ao longo dos séculos, tem ajuda as raposas diante da turba ruidosa.

"Lula foi o principal beneficiário do esquema do mensalão; teria sido seu mandante também? Esta é uma pergunta que todos os brasileiros se fazem e que precisa de resposta", disse em nota o presidente do PPS, Roberto Freire, ao explicar por que propõe a representação.

Os representantes dos partidos afirmam que o Supremo Tribunal Federal descartou a participação de Lula no esquema, mas, frisam, apareceram fatos novos no curso do julgamento. Freire cita as revelações do publicitário Marcos Valério à revista "Veja" e o novo depoimento do publicitário à PGR revelado pelo jornal "O Estado de S. Paulo" hoje.

A assessoria do PPS informou inicialmente que o DEM também assinaria a representação, mas o presidente do partido, Agripino Maia (RN), negou. Ele diz que vai aguardar primeiro uma manifestação da PGR antes de decidir pelo pedido de investigação. O senador entende que um eventual precipitação da oposição agora poderia ser usado em defesa do ex-presidente.

- Não vamos dar um atestado de bom-moço a ele (Lula) - disse Agripino.

A representação colocará a possibilidade de o próprio empresário mineiro ser testemunha da participação de Lula no mensalão. "Se a reportagem estiver retratando a realidade, é bem possível que Marcos Valério esteja disposto a contar tudo o que sabe, "inclusive indicando os caminhos para a obtenção de provas que sejam suficientes para a propositura de uma ação penal contra o representado."

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook