Sábado, 29 de Março de 2014

Página Inicial>Mundo

Motorista é multada por usar burca, na frança

Uma motorista multada por usar a burca, e a polêmica envolvendo a poligamia do marido da motorista, são destaque na imprensa francesa.

Publicada: 26/04/2010 - 15h31m|Fonte: Redação|Versão para impressão|

  • A jovem Anne Hebbadj multada em Nantes por usar véu integral ao volante.
  • A jovem Anne Hebbadj multada em Nantes por usar véu integral ao volante.
    Foto: Reuters
A proibição da burca, uma polêmica envolvendo a poligamia, uma transação obscura envolvendo venda de armas para o Paquistão e o financiamento de campanhas políticas na França e a crise econômica na Grécia são os principais destaques da imprensa francesa nessa manhã.

"A poligamia sob o nicab". Essa é uma das manchetes do Libération. O ministro do Interior, Brice Hortefeux, deseja retirar a nacionalidade francesa do marido de Anne Hebbadj, uma motorista multada por usar um véu integral. Essa polêmica é analisada pelo Libé que traz um perfil do marido da motorista. Segundo o Libé, Liés Hebbadj, de 35 anos, adquiriu a nacionalidade francesa ao casar em 1999. Ele é suspeito também de fraude à previdência social francesa e de poligamia.

O jornal Le Figaro também dá destaque para o assunto, além de informar que Hebbadj pertenceria também a um movimento fundamentalista islâmico conhecido como Tabligh que teria ramificações no Paquistão. Por causa dessas atividades, ele já estaria na mira das autoridades francesas há bastante tempo.
Em apoio ao casal, cinco mesquistas em Nantes, fizeram um manifesto contra um governo que, segundo eles, estigmatiza o Islã, informa o jornal.

E insistindo sobre assuntos polêmicos, o Libé traz também na capa a informação que pessoas ligadas ao ex-premiê francês Edouard Balladur, teriam beneficiado ilicitamente de contratos de venda de armamentos para o Paquistão nos anos 90. O dinheiro teria financiado o "caixa 2" da campanha de diversos políticos em 1995.
Também na atualidade francesa, o La Croix coloca na capa o Grand Paris, o megaprojeto de reurbanização da capital francesa e dos seus arredores. As discussões sobre o assunto no Senado terminam hoje.


Economia

O jornal Le Parisien traz a manchete: "Um jovem francês no centro de uma investigação". A reportagem trata do escândalo do Goldman Sachs, o maior banco de investimentos do mundo. O trader francês de 31 anos Fabrice Tourre teria ajudado a instituição a lucrar com a crise dos subprimes em detrimento dos clientes que compraram produtos de alto risco atrelados a hipotecas imobiliárias.

Já o diário Les Echos destaca a crise econômica grega e a divisão que ela provoca na União Europeia. Descontente em arcar com uma boa parte da ajuda à Grécia, a Alemanha ameaça não liberar o dinheiro, diz o jornal.
E o L'Humanité, traz um ranking dos maiores salários de executivos franceses. Bernard Arnault, do grupo do setor de luxo LVMH, que detém a grife Louis Vuitton, recebeu 4 milhões de euros no ano passado.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook