Quinta-Feira, 30 de Outubro de 2014

Página Inicial>Mundo

Marcha em Nova York contra o capitalismo de Wall Street e sua contribuição para o agravamento da crise climática

Cerca de 200 pessoas assumiram o risco de serem presas pela polícia durante a ação de desobediência, informou o porta-vos do movimento

Publicada: 23/09/2014 - 00h29m|Fonte: RT|Versão para impressão|

  • Dezenas de manifestantes foram presos durante o protesto desta segunda-feira em Wall Street
  • Dezenas de manifestantes foram presos durante o protesto desta segunda-feira em Wall Street
    Foto: © REUTERS Adrees Latif
Nova York tem nova fase de protestos em massa o "Flood Wall Street "(inunda Wall Street) contra o capitalismo de Wall Street e os causadores das mudanças climáticas.

Centenas de manifestantes organizaram esta segunda-feira um protesto não autorizado no distrito financeiro de Nova York para chamar a atenção do que os organizadores chamam de "contribuição de Wall Street para as mudanças climáticas".



A expressão "Flood Wall Street" (Inunda Wall Street)é a continuação do protesto de domingo contra as mudanças climáticas, na qual 310 mil pessoas participaram. No entanto, segundo a polícia, no domingo não houve incidentes ou prisões.

Os organizadores aproveitaram o protesto do domingo para "destacar o papel do capitalismo no agravamento da crise climática".

Segundo os organizadores do evento os participantes se reuniram em Battery Park, antes de iniciar ao meio dia sua marcha até Wall Street e sua concentração no centro financeiro da bolsa de Nova York, a fim de fazer um protesto sem a permissão da polícia.





Broadcast live streaming video on Ustream


Cerca de 200 pessoas assumiram o risco de serem presas pela polícia durante a ação de desobediência, informou o porta-vos Leah Hunt-Hendrix.

"Esta resistência civil, esta desobediência civil, mostra o compromisso pela causa" disse Hunt- Hendrix. " Tentamos impulsionar esta questão como um assunto urgente e mostrar como Wall Street se beneficia da crise", concluiu.

A organização do protesto faz parte do movimento Occupy Wall Street que começou em um parque de Manhattan em 2011 para protestar contra as práticas do setor bancário que privilegia o 1% (mais ricos) deixando 99% da população mundial de fora.



O movimento "Inunda Wall Street", espera que os protestos de hoje chamem a atenção sobre os vínculos existentes entre as políticas econômica e o Meio Ambiente, acusando as principais instituições financeiras de explorar os recursos naturais e os trabalhadores exclusivamente para obter "lucro econômico".

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook