Segunda-Feira, 27 de Outubro de 2014

Página Inicial>Política & Economia

Lula deve retomar defesa de acordo de paz ao se reunir com presidente do Líbano

O presidente Lula deverá, na próxima semana, retomar o discurso pelo fim do impasse na Faixa de Gaza, ao se reunir com o presidente do Líbano.

Publicada: 16/04/2010 - 13h32m|Versão para impressão|

Beirute (Líbano) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá, na próxima semana, retomar o discurso pelo fim do impasse na Faixa de Gaza, ao se reunir com o presidente do Líbano, Michel Sleiman, em Brasília. O libanês ficará cinco dias no Brasil. A pauta da reunião, no dia 21, inclui a ampliação do comércio bilateral, aproveitando que está no Brasil a maior colônia libanesa do mundo – cerca de 8 milhões de pessoas –, além das questões de política externa.

Uma prévia do encontro em Brasília foi realizada hoje (16) em Beirute. O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, conversou com o presidente libanês, Michel Sleiman, e seu primeiro-ministro, Saad Hariri, além dos ministros da Economia e do Comércio, Mohammad Safadi, e da Energia e Água, Gebran Baassil.

Lula foi o primeiro a visitá-lo na sua eleição em maio de 2008. Mas o difícil, segundo o presidente, é atender a todos os convites dos libaneses que moram no Brasil e querem que ele conheça suas casas e estabelecimentos comerciais. Na sua visita, ele irá a Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Paralelamente à visita de Jorge às autoridades políticas do Líbano, 86 empresários trazidos por ele aproveitam a viagem para intensificar negócios no país. Só hoje os brasileiros têm reuniões com 466 empresários libaneses que marcaram audiências. Do Brasil, vieram representantes de 13 setores distintos: desde alimentos até alta tecnologia e construção civil.

Os libaneses se interessam principalmente pela compra de carne bovina e de francos, além de bois e vacas vivos, assim como café em grãos. Em exportações, o Líbano ocupa a 55ª posição entre os mercados de destino. Na importação, o Líbano se posicionou em 120º lugar. Para os empresários brasileiros, o Líbano seria uma das melhores opções para abertura de mercado com países do Oriente Médio e da África.

De acordo com os empresários brasileiros, os libaneses controlam os setores de energia, telecomunicações e construção civil em vários países muçulmanos e africanos. Também dispõem de elevada tecnologia e infraestrutura, daí a importância de incrementar as relações econômicas com o Líbano.

Os empresários participam de uma missão, liderada por Jorge, que começou no último domingo (11). A última etapa é esta, no Líbano. Eles já passaram pelo Irã e Egito. Na noite de hoje (16) o grupo retorna a Brasília em um voo da Força Aérea Brasileira (FAB).

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook