Sábado, 29 de Março de 2014

Página Inicial>Variedades

Livros revelam lado oculto da primeira-dama francesa Carla Bruni

A primeira-dama francesa Carla Bruni-Sarkozy inspirou dois livros que saem nesta semana nas livrarias do país.

Publicada: 16/09/2010 - 16h05m|Versão para impressão|

  • Ex top model, Carla Bruni é tema de dois livros que investigam a mulher por trás do papel de primeir
  • Ex top model, Carla Bruni é tema de dois livros que investigam a mulher por trás do papel de primeir
    Foto: Reuters
A primeira-dama francesa Carla Bruni-Sarkozy inspirou dois livros que saem nesta semana nas livrarias do país. Um deles foi escrito pela jornalista Besma Lahouri, que já publicou um livro sobre o ex-jogador de futebol Zinedine Zidane revelando aspectos polêmicos de sua personalidade. Ela faz o mesmo com Carla Bruni.

A jornalista Besma Lahouri descreve a primeira-dama Carla Bruni Sarkozy como uma mulher com temperamento raivoso, um verdadeiro vulcão, que conseguiu domar a própria personalidade para assumir o papel de primeira-dama discreta e recatada.

A jornalista, conhecida por outras biografias de personalidades, como do jogador Zidane, afirma ter passado vários meses ouvindo pessoas próximas da cantora e ex-modelo para escrever o livro "Carla, Uma Vida Secreta" (Ed. Flammarion).

Segundo Besma Lahouri, 80% das pessoas que fizeram confidências sobre a vida de Carla Bruni têm seus nomes citados no livro. Assim, o público fica sabendo que aos 15 anos ela já tinha colocado na cabeça que queria sair com Mick Jagger, o que veio a acontecer mais tarde. O vocalista dos Rolling Stones é apenas um dos nomes da extensa lista de casos amorosos da ex-modelo.

Aos 16 anos, ela já era uma bomba de sensualidade mas, como não achava seu nariz bonito, decidiu fazer a primeira cirurgia plástica.

Lendo o livro de Besma Lahouri se fica sabendo que Carla Bruni mantém um bom relacionamento com seus ex-namorados, o que obriga o presidente Nicolas Sarkozy a compor com uma tribo de atores, cantores, advogados, empresários, políticos e o pai do filho único da ex-modelo Raphael Enthoven.

Outra fococa: Carla Bruni detesta a ex-mulher de Sarkozy, Cecília, e travou uma batalha de comunicação na mídia para varrer a imagem dela das capas de revista.

Além de "Carla, Uma Vida Secreta" outro livro sobre a primeira-dama chega às livrarias nesta quinta-feira na França. O título é "Carla e os Ambiciosos" (Editions du Moment, de Michael Darmon e Yves Derai, dois jornalistas que fizeram uma investigação nos bastidores do Palácio do Eliseu para revelar a mulher que está por trás do papel recatado de primeira-dama, adotado após o casamento com Sarkozy.

Segundo os autores, Carla admitiu não gostar do Palácio do Eliseu e menos ainda de algumas obrigações do cargo. “Minha simples presença ao lado de mulheres como Danielle Mitterand ou Bernadette Chirac, já é uma revolução em si", estima Carla. "Eu sou muito diferente. Sou uma ex-manequim, eu canto e quero continuar", disse ela.

Para os autores, no interior da sala onde recebe seus amigos, Carla Bruni-Sarkozy fala com uma certeza desconcertante, mas em pública fica muda e apenas oferecesse sorrisos "mecânicos". O livro ainda detalha os rumores do início do ano sobre um eventual caso de infidelidade do casal, escândalo que envolveu também a ex-ministra da Justiça, Rachida Dati.



TAGS: FRANÇA - NICOLAS SARKOZY

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook