Sábado, 29 de Março de 2014

Página Inicial>Mundo

Japão lança pacote de 8,5 bilhões de euros de estímulo à economia

O governo japonês adotou nesta sexta-feira um plano de estímulo à economia de 8,5 bilhões de euros, mais de 17 bilhões de reais.

Publicada: 10/09/2010 - 17h08m|Versão para impressão|

  • Japão lança pacote de 8,5 bilhões de euros de estímulo à economia
O primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, anunciou nesta sexta-feira um novo plano de estímulo à segunda maior economia do mundo, que ainda enfrenta dificuldades para superar a crise. O objetivo do plano é favorecer a criação de empregos, principalmente entre os jovens, e combater a valorização da moeda japonesa.

O governo japonês adotou nesta sexta-feira um plano de estímulo à economia de 8,5 bilhões de euros, mais de 17 bilhões de reais. O pacote visa favorecer a criação de 200 mil empregos no país e conter os efeitos negativos da valorização do iene. A moeda japonesa ganhou mais de 15% face ao dólar desde maio, o que ameaça as exportações e o crescimento do país.

As medidas são destinadas principalmente aos jovens recém-saídos das universidades. O pacote também deve beneficiar pequenas empresas, favorecendo o investimento em indústrias que respeitem o meio ambiente, e estimular o consumo interno.

O governo japonês espera, assim, conseguir ganhar 0,3% de crescimento no Produto Interno Bruto do país. No acumulado do ano, o PIB japonês cresceu apenas 1,5% no segundo trimestre deste ano, contra 5% no primeiro trimestre.

Estatísticas divulgadas recentemente pelas autoridades japonesas indicaram que, no período entre abril e junho deste ano, os efeitos dos planos de ajuda implementados pelo governo japonês começaram a se dissipar. Com a queda na demanda interna, o crescimento econômico passou a se apoiar principalmente nas exportações. Porém, a contribuição das exportações no PIB japonês caiu no segundo trimestre deste ano para 0,3%. Com o novo pacote, Tóquio tenta reverter essa tendência.

Falência no setor bancário japonês

O banco japonês Incubator Bank of Japan (IBJ) teve sua falência decretada nesta sexta-feira pelas autoridades monetárias do Japão. Esta é a primeira falência no setor bancário do país desde 2003. As autoridades japonesas estimam, entretanto, que não haverá repercussão negativa sobre outras instituições do sistema. O IBJ era um pequeno banco de negócios que atendia pequenas e médias empresas. De acordo com a imprensa japonesa, o IBJ deixa uma dívida no mercado de 1,7 bilhões de euros, em torno de 3,5 milhões de reais.

TAGS: BANCOS - CRESCIMENTO - CRISE FINANCEIRA - JAPÃO - POLÍTICA MONETÁRIA

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook