Sábado, 29 de Março de 2014

Página Inicial>Política & Economia

Hoje às 20 horas no Rio, intelectuais e artistas dizem não ao candidato da soberba e do obscurantismo

Passaram-se oito anos. Os resultados esfarelam o discurso do medo e do preconceito, mas Serra mantem o mesmo bordão contra Dilma...

Publicada: 18/10/2010 - 18h08m|Fonte: Carta maior|Versão para impressão|

Em 1 de setembro de 2002, 300 artistas e intelectuais reuniam-se no Rio de Janeiro para manifestar seu apoio ao então candidato à Presidência da República pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva. Serra, o adversário, ontem como hoje, se definia como mais 'preparado'. Lula, acusava ele, 'nunca havia sido eleito para um cargo público administrativo'.

Passaram-se oito anos. Os resultados esfarelam o discurso do medo e do preconceito, mas Serra mantem o mesmo bordão contra Dilma, agora misturado com água benta para digerir melhor.

O carola gabola, a exemplo do que ocorreu em 2002, porém, é repudiado maciçamente pela inteligência nacional.(leia o manifesto dos artistas e intelectuais, bem como o dos professores universitários, o dos filósofos e os atos previstos para os próximos dias em apoio a Dilma Rousseff).

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook