Quinta-Feira, 10 de Outubro de 2013

Página Inicial>Mundo

Greve nacional na Grécia contra medidas do governo

Milhares trabalhadores gregos da função pública e de outros setores responderam hoje à greve do sindicato Adedy num protesto contra as medidas do governo grego

Publicada: 10/02/2010 - 02h23m|Fonte: Lusa / SOL|Versão para impressão|

  • Greve nacional na Grécia contra medidas do governo
Milhares trabalhadores gregos da função pública e de outros setores responderam hoje ao apelo à greve do sindicato Adedy, num protesto contra as medidas de redução salarial previstas pelo Governo socialista para combater a crise financeira


O Adedy apelou para a mobilização contra os "sacrifícios injustos e ineficazes" do plano contra a crise do Governo grego, que prevê uma redução do salário real dos funcionários, restrições à contratação e a supressão de benefícios fiscais.

Os quase três mil funcionários públicos membros do Adedy protestaram no centro de Atenas e em Salónica, uma das principais cidades do norte da Grécia.

A frente de luta sindical (PAME), emanação do ultra-ortodoxo Partido Comunista (KKE), apelou aos seus membros para se juntarem ao movimento.

A greve afeta os funcionários dos ministérios, serviços de impostos, autarquias e professores.

Os controladores aéreos vão juntar-se igualmente à greve e as duas grandes companhias aéreas gregas, a Olympic Air e a Aegean, anularam todos os seus voos de hoje e atrasaram a hora de partida dos voos de terça feira à noite.

O organismo nacional ferroviário reduziu também o número de comboios nas ligações internas, devido à greve de nove horas da Federação Nacional de estradas de Ferro, mas as ligações internacionais não foram afetadas pela paralisação.

Nos hospitais públicos, os serviços estão sendo prestados por pessoal colocado especialmente de serviço para hoje. A greve da Adedy não afeta os transportes urbanos.

O primeiro-ministro grego, Giorgios Papandreu, tem agendado para hoje um almoço em Paris com o Presidente francês, Nicolas Sarkozy, antes de se reunir com o seu homólogo, François Fillon.

A Comissão Europeia apelou na terça feira aos dirigentes da União Europeia para manifestarem um apoio claro à Grécia na conferência agendada para quinta feira, em Bruxelas, em troca de sérios esforços de Atenas para resolver a crise orçamental, excluindo o recurso ao Fundo Monetário Internacional.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook