Sábado, 17 de Agosto de 2013

Página Inicial>Variedades

Games: o que esperar da nova geração de videogames

Ultra HD e realidade aumentada. Maiores, melhores e muito mais imersivos.

Publicada: 08/01/2013 - 10h44m|Fonte: Da New Scientist |Versão para impressão|

  • Frantz Lazorne entregou seu projeto de mestrado o game SCOPE, baseado em realidade aumentada
  • Frantz Lazorne entregou seu projeto de mestrado o game SCOPE, baseado em realidade aumentada
Da New Scientist - 02/01/2013


Com o lançamento da Nintendo no Wii U em novembro, e com a expectativa de que Microsoft e Sony lancem os sucessores do Xbox 360 e PS3 para o próximo Natal, 2013 será um grande ano para os consoles de jogos.

Vazamentos de detalhes sobre os aparelhos estão gerando animadas especulações sobre jogos 3D em HD (1080p) e Ultra HD (que tem quatro vezes mais pixels que o atual "full HD"), e jogos de realidade aumentada diretamente na sala de estar.

A Nintendo, que foi a primeira a introduzir jogos controlados por movimentos na última rodada de lançamentos, continuou sua série pioneira e trouxe um aparelho de duas telas, adicionando uma tela sensível ao toque nos controles.

Do PC para a TV

E o campo dos jogos está ficando lotado.

Desde o lançamento da última geração de consoles, em 2005-2006, os jogos começaram a rodar a partir da nuvem, passaram dos PCs diretamente para as TVs, e até mesmo tornaram-se disponíveis através de um console Android patrocinado pela comunidade.

Dada a concorrência eclética, não é de admirar que os pesos pesados da indústria estejam apostando em projetos realmente novos para a próxima safra.

A ideia da tela de controle do Wii U é limpar a tela da TV da desordem das interfaces de usuário e introduzir possibilidades multijogadores. Os jogadores na sala têm perspectivas diferentes sobre a ação, dependendo do que é exibido em seu controlador, por exemplo.

Sony e Microsoft também estão adotando conceitos de duas telas.

O próximo PlayStation vai provavelmente aumentar sua conexão ao PS Vita, seu primo portátil, permitindo que você jogue um jogo ao sair e então troque para o console principal quando voltar para casa.

Da mesma forma, o próximo Xbox deve tornar o Smartglass - um aplicativo que permite que você controle o console a partir de um smartphone - o princípio fundamental do console.

Da TV para a sala

Se telas adicionais e uma quantidade de pixels de arregalar os olhos não são suficientes, talvez possamos superar as telas - a Microsoft registrou uma patente para a projeção de imagens de realidade aumentada 3D nas paredes da sala.

Se isso vingar, o mundo dos jogos vai vazar para fora da TV e inundar sua casa, com o Kinect - ou o seu sucessor - permitindo que você controle a ação com gestos simples.

Duas telas pode parecer bem esquisito quando sua sala toda torna-se o controle do jogo.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook