Sábado, 07 de Junho de 2014

Página Inicial>Mundo

"Fogo amigo" mata soldados no Afeganistão

Quando eles se aproximaram no escuro, os alemães abriram fogo contra seu veículo.

Publicada: 02/04/2010 - 21h42m|Fonte: Al Jazeera|Versão para impressão|

  • As tropas alemãs controlam grande parte do norte,  que é uma região relativamente pacífica
  • As tropas alemãs controlam grande parte do norte, que é uma região relativamente pacífica
    Foto: AFP
Pelo menos seis soldados afegãos foram mortos pelas tropas alemãs, que abriram fogo contra eles depois de confundi-los com combatentes do Taliban, firmou um funcionário do governo afegão.

Falando sob condição de anonimato, o funcionário disse a Al Jazeera na sexta-feira que os soldados afegãos foram atingidos ao chegarem no local onde ocorreu um ataque talibã no distrito de Kunduz, que deixou três alemães mortos.

Mohammed Omar, o governador de Kunduz, confirmou que o chamado incidente de fogo amigo tinha ocorrido, mas foi incapaz de informar o número de baixas do Exército afegão.

O governante disse ainda que cinco afegãos ficaram feridos no tiroteio.

Três soldados alemães foram mortos na sexta-feira, enquanto lutavam contra combatentes do Taliban na província rebelde do norte.

Sob Ataque

Os alemães tinham ido ao local para o trabalho de remoção de minas, quando foram emboscados por combatentes talibãs que tinham colocado bombas nas estradas.

Um correspondente da revista semanal alemã Der Spiegel afirmou que cerca de 200 combatentes do Taliban tinham participado da emboscada, acrescentando que ele tinha visto um veículo destruído por uma mina.

O combate continuou até a noite, e equipes do Exército afegão foram mobilizadas para prestar assistência às tropas alemãs. Quando eles se aproximaram no escuro, os alemães abriram fogo contra seu veículo.

As tropas alemãs tem o controle do norte do Afeganistão, que é relativamente uma região pacífica.

Mas a segurança na área onde ocorreram os ataques é volátil, e no mês passado um general alemão disse que a força da Otan no Afeganistão, estava planejando uma ofensiva contra os talibãs nesta região este ano.

Bruno Kasdorf, o chefe de equipe da Força Internacional de Assistência de Segurança (Isaf), se recusou a dar mais detalhes da ofensiva planejada, mas disse que seria em uma "escala" semelhante à operação em curso na província de Helmand, onde uma tropa de 15.000 soldados foi mobilizada.

Trinta e nove soldados alemães já foram mortos no Afeganistão desde que as tropas chegaram em 2002.

O contingente alemão na Isaf está atualmente com 4.000 soldados, e espera-se a chegada de mais 850 soldados no Afeganistão depois que políticos alemães votaram a favor da prorrogação da missão por mais um ano lá.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

  • Comentário

    01

  • PorRaimundo j lopes da silva (minas gerais - MG)04/04/2010 - 05h10m

    falta de deus no coracao deste povo.
    falta cada pais.cuidar do seu povo.
    falta cada governo dar trabalho au seu. povo,que todos nos samos imrao.
    para que gerra, presimos de paz,paz ,

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook