Segunda-Feira, 27 de Outubro de 2014

Página Inicial>Política & Economia

Facebook e o fim do sistema bancário tradicional

Expert prega o fim dos cartões bancários e os empréstimos dependerão de seu perfil nas redes sociais.

Publicada: 07/10/2014 - 10h08m|Fonte: RT Actualidad / Economía|Versão para impressão|

  • Bradesco cria F. Banking para acesso à conta bancária pelo Facebook.
  • Bradesco cria F. Banking para acesso à conta bancária pelo Facebook.
    Foto: Redação
O futuro do banco estará vinculado às redes sociais, as transações se efetuarão mediante scanners oculares, e os cartões bancários desaparecerão completamente". É o que diz o expert em tecnologias financeiras Gi Fernando, que foi entrevistado pelo jornal britânico "The Daily Mail".

De acordo com Fernando, que é fundador de uma consultoria digital para bancos eles estão em vias de realizar mudanças reais de como utilizar o dinheiro.

A matéria alerta que no futuro os bancos irão inclusive analisar a conta dos clientes em redes sociais como o Facebook. Só emprestarão dinheiro para aqueles que liberarem acesso dos aplicativos bancários em seus perfis pessoais.Uma das formas de análise para crédito pode ser em breve a avaliação de informações de seu perfil, como: número de amigos estáveis, se sua conta é aberta oi fechada, o tipo de informação e alianças realizadas. Contas abertas e com poucos amigos receberiam menos dinheiro do que aquelas com mais informações e com uma alteração mais constante de amizades.

"É muito possível que dentro de dez anos a possibilidade de obter um empréstimo dependa não apenas do seu histórico de gastos, mas também de seus amigos, familiares e de seu perfil social. Os que proporcionarem mais informações para os bancos, poderão beneficiar-se de opções mais amplas para os produtos bancários", explica Fernandes. Por outro lado, quem não tiver conta em redes sociais enfrentarão condições mais difíceis na hora de obter empréstimo. A medida é uma forma de reagir ao desenvolvimento de sistemas de pagamento como PayPal. No mês passado o eBay teria prometido apoia a centenas de pequenas empresas britânicas que adotaram o sistema de pagamento do PayPal, os bancos precisam encontrar saídas mais inovadoras para concorrer com tais ações.

A primeira coisa que desaparecerá desta competição, segundo Fernando, serão os cartões de débito e crédito, que seriam substituídos por celulares adaptados a scanners para efetuar o pagamento. Os celulares por sua vez não durarão muito e serão substituídos por scanners digitais e de retina.

Barclays, um gigante financeiro revelou recentemente seu protótipo de scanner biométrico que identifica o cliente pelos vasos sanguíneos do dedo.

Os bancos, segundo o expert Fernando, adotarão estilo de cafeterias e supermercados, desaparecendo assim as inconvenientes filas e os clientes receberão produtos mais personalizados do que agora, graças ao uso da tecnologia.

Alguns bancos como o Bradesco já oferecem aplicativos de acesso à conta via Facebook.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook