Quinta-Feira, 30 de Outubro de 2014

Página Inicial>Brasil

FAB assina contrato com empresa sueca para compra de caças

A FAB informa, por meio de nota, que o Brasil participará do desenvolvimento do Gripen NG e será responsável pela versão para dois pilotos.

Publicada: 28/10/2014 - 02h09m|Fonte: Agência Brasil|Versão para impressão|

  • Força Aérea Brasileiro compra o novo caça sueco Gripen
  • Força Aérea Brasileiro compra o novo caça sueco Gripen
    Foto: Stefan Kalm / Saab Group
A Força Aérea Brasileira (FAB) anunciou a assinatura de contrato com empresa sueca Saab para a compra de 36 aviões militares Gripen de nova geração (NG, em inglês) por cerca R$ 13 bilhões. O contrato foi assinado na última sexta-feira (24), mas divulgado ontem (27).

Segundo a FAB, o primeiro caça será entregue em 2019 e o último, em 2024. A FAB ressalta que o contrato prevê ainda treinamento de pilotos e mecânicos brasileiros na Suécia, apoio logístico e a transferência de tecnologia para indústrias brasileiras - o que deve ser feito, segundo a Saab, ao longo de aproximadamente dez anos.

O contrato envolve a compra de 28 aviões de um só lugar e oito de dois lugares. A FAB informa, por meio de nota, que o Brasil participará do desenvolvimento do Gripen NG e será responsável pela versão para dois pilotos. “O desenvolvimento e produção do Gripen NG possibilitará ainda a geração de milhares de empregos diretos e indiretos no país”, diz a nota.

A FAB informou ainda que está negociando com Força Aérea da Suécia a cessão temporária de caças Gripen, em versões menos avançadas que a NG. O plano é utilizar os Gripen C/D até o recebimento das aeronaves novas.

As negociações entre a FAB e a Saab para a assinatura do contrato começaram após o governo brasileiro optar pela compra dos caças suecos, em dezembro do ano passado. A escolha se deu por meio do chamado projeto FX-2. Aeronaves de três países disputaram o contrato com o governo brasileiro. Além do Saab Gripen NG, o Boeing F-18E/F Super Hornet, dos Estados Unidos; e Dassault Rafale F3, da França, estavam na disputa.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook