Sexta-Feira, 27 de Fevereiro de 2015

Página Inicial>Mundo

Estados Unidos determinam saída do embaixador da Venezuela do país

A decisão foi tomada depois de o presidente venezuelano, recusar-se a aceitar o nome indicado pelo governo dos Estados Unidos para o cargo de embaixador...

Publicada: 30/12/2010 - 13h14m|Fonte: BBC Brasil|Versão para impressão|

O Departamento de Estado norte-americano anunciou ter revogado o visto do embaixador venezuelano nos Estados Unidos, Bernardo Álvarez Herrera. A decisão foi tomada depois de o presidente venezuelano, Hugo Chávez, recusar-se a aceitar o nome indicado pelo governo dos Estados Unidos para o cargo de embaixador em Caracas, Larry Palmer.

Chávez demonstrou irritação por causa de comentários feitos por Palmer a respeito da política interna venezuelana. O diplomata americano disse que o moral das Forças Armadas da Venezuela estava baixo e disse temer que rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) estivessem se abrigando em território venezuelano.

"Avisamos que haveria consequências quando o governo venezuelano rescindiu o acordo em relação a nosso indicado, Larry Palmer", disse o porta-voz do Departamento de Estado americano, Mark Toner.

Chávez confirmou ontem (29) ter negado permissão ao candidato a embaixador Larry Palmer. Segundo ele, os Estados Unidos ameaçaram retaliar o governo venezuelano. "Eles [os norte-americanos] podem fazer o que eles quiserem, mas aquele homem não vai vir aqui como embaixador. Qualquer um que venha para cá como embaixador tem que demonstrar respeito. Este é um país que precisa ser respeitado", disse o presidente venezuelano à televisão estatal.

"Se os Estados Unidos querem expulsar nosso embaixador de lá, que o façam. Se quiserem cortar relações diplomáticas, que o façam", acrescentou o presidente da Venezuela. Para analistas, ainda não está claro como o episódio vai afetar o já difícil relacionamento entre os dois países.

A situação chegou a dar sinais de melhora depois da eleição do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, mas algum tempo depois Chávez declarou que o presidente americano era "uma grande decepção" e que ele tinha "o mesmo fedor de George W. Bush". Apesar das diferenças políticas com os Estados Unidos, a Venezuela continua sendo o quinto maior fornecedor de petróleo bruto para aquele país.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook