Quarta-Feira, 26 de Dezembro de 2012

Página Inicial>Mundo

Especialista analisa liberação de presos cubanos

Nove ex-presos políticos cubanos já chegaram a Madri com suas famílias e mais dois são esperados nesta quinta-feira.

Publicada: 15/07/2010 - 11h38m|Fonte: RFI|Versão para impressão|

  • Os ex-presos políticos cubanos, libertados pelo governo de Raul Castro, chegaram nessa terça-feira,.
  • Os ex-presos políticos cubanos, libertados pelo governo de Raul Castro, chegaram nessa terça-feira,.
    Foto: AFP
Nove ex-presos políticos cubanos já chegaram a Madri com suas famílias e mais dois são esperados nesta quinta-feira. Eles são os primeiros opositores liberados pelo governo de Cuba após a conclusão de um acordo que prevê a libertação progressiva de 52 presos políticos condenados em 2003 a longas penas de prisão.

Segundo a igreja católica cubana, mediadora do acordo, todos esses 52 presos políticos devem ser libertados em um prazo máximo de quatro meses, e 20 deles aceitaram ir para a Espanha, país que também participou das negociações.

Trata-se da maior libertação de presos desde que Raul Castro assumiu o governo, há quatro anos, depois que Fidel Castro ficou gravemente doente.

Luis Fernando Ayerbe, coordenador do Instituto de Estudos
Econômicos e Internacionais da Universidade Estadual Paulista, analisa esse gesto do governo cubano.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook