Sábado, 29 de Março de 2014

Página Inicial>Mundo

Equador não reconhecerá governo de Porfírio Lobo em Honduras

Acrescentou que seu governo "não legitimará" governo encabeçado por Porfírio Lobo em Honduras por haver saído de um golpe de Estado.

Publicada: 03/02/2010 - 13h03m|Fonte: A notícia é de PL|Versão para impressão|

Equador não reconhecerá o atual governo hondurenho, que considera ilegítimo, anunciou ontem o presidente equatoriano, Rafael Correa, quem se pronunciou pela criação de uma Organização de Estados Latino-americanos.

Correa, presidente pro tempore da União de Nações Sul-americanas (Unasul), disse haver apresentado a proposta a seu homólogo dominicano, Leonel Fernández, com quem se reuniu ontem durante mais de uma hora, após visitar, na véspera o Haiti, onde entregou um carregamento de ajuda humanitária.

Acrescentou que seu governo "não legitimará" governo encabeçado por Porfírio Lobo em Honduras por haver saído de um golpe de Estado, mesmo que a decisão não implique uma ruptura com o povo hondurenho, "de que somos aliados".

Disse que a ideia de fundar uma organização continental sem a presença de Estados Unidos e Canadá, diferente da Organização de Estados Americanos (OEA), poderia contribuir para solucionar crises similares que se apresentem em outros países sem a intervenção de organismos supranacionais.

Correa afirmou que tem na agenda assistir à Cúpula dos estados membros da Unasul, programada para o próximo 14 de abril nesta capital.

À sua saída do Palácio Nacional, Correa tem programado reunir-se com o presidente Manuel Zelaya, quem chegou a esta capital na última quinta-feira acompanhado pelo presidente Fernández, quem assistiu em Tegucigalpa à tomada de posse de Porfírio Lobo.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook