Sábado, 17 de Agosto de 2013

Página Inicial>Mundo

Egito: mais mortes registradas no "Dia de Fúria" dos manifestantes

Sexta-feira furiosa no Egito. Após morte de 638 pessoas durante confronto com as forças de segurança, manifestantes convocam marcha para "dia de fúria".

Publicada: 16/08/2013 - 11h11m|Fonte: Com informações da All Jazeera|Versão para impressão|

  • Corpos de membros da Irmandade Muçulmana e de outros apoiadores de Mohamed Morsi são reunidos em uma
  • Corpos de membros da Irmandade Muçulmana e de outros apoiadores de Mohamed Morsi são reunidos em uma
    Foto: (Foto: Amr Abdallah Dalsh/Reut
Pelo menos uma dúzia de pessoas foram mortas em novos confrontos no Egito quando os manifestantes anti-golpistas voltaram às ruas para exigir o fim do regime militar liderado e a volta do presidente deposto, segundo a agência de notícias estatal.

A sexta-feira (16) marca a convocação para o "dia de fúria" no Egito, dois dias após pelo menos 638 pessoas serem mortas durante confrontos com as forças de segurança egípcias. Há pelo menos 20 manifestações convocadas para hoje por meio das redes sociais. O protesto é contra a matança de manifestantes, o toque de recolher decretado pelos militares e, entre os grupos pró-Mursi, pela volta do presidente deposto.

Os partidários do presidente islamita destituído Mohamed Mursi iniciaram os protestos nesta sexta-feira (16), principalmente no Cairo, onde os tanques do exército fecharam os principais acessos à cidade e onde a polícia e os soldados estão autorizados a atirar com balas de verdade. Os militares também usam gás lacrimogêneo para dispersar os protestos.

No microblog Twitter, internautas no Cairo relatam barulhos de tiros de armas automáticas na ponte Ramsés, região central do Cairo, um dos pontos de concentração dos manifestantes. Em seu perfil no Twitter, o editor da "BBC" para o Oriente Médio, Jeremy Bowen, relatou que buscou refúgio devido a "balas voando em prédios acima da equipe da BBC e dos manifestantes".

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook