Quinta-Feira, 30 de Outubro de 2014

Página Inicial>Brasil

Dados de filho de Lula foram acessados. E agora José?

A cada dia que passa fica mais claro que essa quebra de sigilos fiscais é um crime comum, sem nenhum caráter político, que precisa ser esclarecido e punido.

Publicada: 11/09/2010 - 13h34m|Fonte: Conversa Afiada|Versão para impressão|

  • Lost: nem o traque ajudou o Serra a achar o rumo de casa
  • Lost: nem o traque ajudou o Serra a achar o rumo de casa
    Foto: Conversa Afiada
A amiga navegante Mariana Andrade viu no Tijolaço, do Brizola Neto, outro indício de que o Golpe do sigilo não passou de um traque:


Dados de filho de Lula foram acessados. E agora José?

Já mostramos aqui que essa história de acesso a dados da Receita infelizmente não é nova, que Serra já a conhecia desde o ano passado, antes do início do processo eleitoral, e que sua declarada indignação não passa de oportunismo.

A coluna Radar on-line, de Lauro Jardim, na Veja, informa hoje que nada menos que sete CPFs diferentes com o nome de Fábio Luiz da Silva foram consultados no terminal da funcionária do escritório da Receita Federal, em Mauá, de onde foram acessados dados fiscais de milhares de brasileiros.

Fábio Luiz da Silva é o nome de um dos filhos do presidente Lula. Pode ser também um homônimo, assim como Eduardo Jorge, do PSDB, tem muitos homônimos. Mas essa possibilidade jamais é admitida pelos tucanos, que se agarram ao fato como última esperança antes do naufrágio.

A cada dia que passa fica mais claro que essa quebra de sigilos fiscais é um crime comum, sem nenhum caráter político, que precisa ser esclarecido e punido. Até para evitar explorações eleitorais sem vergonha como a que Serra e os tucanos insistem em fazer.

Clique aqui para ler: Leandro e a Carta mostram que a filha do Serra bateu o record mundial da quebra de sigilo.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook