Segunda-Feira, 01 de Julho de 2013

Página Inicial>Brasil

CPMI do Cachoeira rejeita relatório final por 18 votos a 16

Álvaro Dias, que defendeu a rejeição, reclama que comissão não investigou movimentação financeira de empresas suspeitas

Publicada: 18/12/2012 - 13h53m|Fonte: Jornal do Brasil|Versão para impressão|

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira rejeitou o relatório do deputado Odair Cunha (PT-MG) por 18 votos a 16.

Para o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), que defendeu a rejeição, a CPMI termina onde deveria começar. Ele reclama do fato de a comissão não ter investigado a movimentação financeira de diversas empresas suspeitas. "A blindagem se estabeleceu, para proteger o governo federal", afirmou.

Já o senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) era a favor da aprovação. Para ele, seria melhor aprovar um texto que não considerava o ideal do que encerrar os trabalhos da comissão sem aprovar um documento final. O prazo final da comissão é o próximo sábado.

Agora, a CPMI vai analisar os votos em separado apresentados pelo senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP), pelos deputados Onyx Lorenzoni (DEM-RS), Rubens Bueno (PPS-PR) e Luiz Pitiman (PMDB-DF) e pelo PSDB.

Em linhas gerais, esses votos pedem aumento de prazo para o funcionamento da CPMI e uma investigação mais completa sobre o envolvimento do empresário Fernando Cavendish e da empreiteira dele, a Delta Construções, no suposto esquema comandado pelo contraventor Carlinhos Cachoeira. Esse esquema envolveria desvio de dinheiro público, fraude em licitações e financiamento de campanhas políticas.

Além disso, o deputado Luiz Pitiman (PMDB-DF) apresentou um relatório alternativo. O texto, que tem apenas uma página e meia, não cita nenhum nome de investigado, critica o trabalho da comissão e diz que a investigação deve ser feita pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal.

Informações da Agência Câmara

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook