Quinta-Feira, 10 de Outubro de 2013

Página Inicial>Brasil

Corpo de brasileiro morto em chacina é identificado no México

O corpo do segundo brasileiro morto na chacina de 72 imigrantes clandestinos no nordeste do México foi identificado nesta quarta-feira.

Publicada: 16/09/2010 - 11h07m|Versão para impressão|

  • Desde o começo do ano a violência ligada a guerra dos cartéis já causou a morte de 7000 pessoas
  • Desde o começo do ano a violência ligada a guerra dos cartéis já causou a morte de 7000 pessoas
    Foto: Reuters
O corpo do segundo brasileiro morto na chacina de 72 imigrantes clandestinos no nordeste do México foi identificado nesta quarta-feira. Trata-se do mineiro Hermínio Cardoso dos Santos, de 24 anos.

O passaporte dele havia sido encontrado pelas autoridades no local do massacre, mas os peritos levaram vários dias para comparar a impressão digital de Santos com as informações disponíveis nos documentos do jovem.

O governo mexicano aponta o cartel de traficantes Los Zetas como o principal suspeito da chacina, ocorrida no mês passado.

Foi com a guerra dos cartéis de droga como pano de fundo que os mexicanos comemoraram na noite desta quarta-feira à noite o bicentenário do início da luta pela independência.

O grito do presidente Felipe Calderón encerrou as comemorações diante de milhares de méxicanos que se reuniram na Avenida da Reforma, no centro da capital do país. Além de um grande concerto, 27 carros alegóricos desfilaram, representando a época pré-hispânica, a independência, a revolução e temas da cultura popular.

A festa relembra o grito de insurreição lançado pelo padre Miguel Hidalgo en 1810, que levou a independência do México onze anos depois.

Apesar de não ter ocorrido incidentes ou atentados durante a festa, as celebrações do bicentenário acontecem num período de violência desencandeada pelo guerra entre nacortraficantes. Cerca de 28 mil pessoas já foram mortas desde 2006 quando o presidente Felipe Calderón assumiu o poder e iniciou uma ofensiva contra o crime organizado.

No norte do país, próximo da fronteira com os Estados Unidos, as celebrações foram anuladas em 14 municípios por questão de segurança.


TAGS: INDEPENDÊNCIA - MÉXICO - TRÁFICO DE SERES HUMANOS - VIOLÊNCIA

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook