Sábado, 07 de Junho de 2014

Página Inicial>Mundo

Confrontos em Donetsk provam que a situação na Ucrânia está fora de controle

Grupo de extremistas de direita atacaram uma manifestação pacífica na cidade de Donetsk na Ucrânia, causando a morte de um jovem ativista de 22 anos e deixando várias pessoas feridas

Publicada: 14/03/2014 - 16h48m|Fonte: Guia Global|Versão para impressão|

  • Um policial acompanha um participante ferido de um comício anti-guerra durante confrontos com manife
  • Um policial acompanha um participante ferido de um comício anti-guerra durante confrontos com manife
    Foto: Reuters / Stringer
Confrontos sangrentos na cidade de Donetsk, que terminou com um assassinato e vários feridos prova que Kiev não controla a situação na Ucrânia, afirma o Ministério das Relações Exteriores da Rússia, sublinhando que Moscou se reserva no direito de proteger compatriotas.

Ontem 13 de março, um grupo de extremistas de direita atacaram uma manifestação pacífica. Segundo um relato oficial do Ministério das Relações Exteriores da Russia este radicais, armados com barras de ferro chegaram na cidade de Donetsk vindos de outras regiões da Ucrânia no dia anterior. O relatório mostra extrema preocupação com "a posição destrutiva das pessoas que se autodenominam as autoridades ucranianas".



Os trágicos acontecimentos que ocorreram no leste do centro regional acabou com muito sangue derramado, com pelo menos um homem assassinado e várias dezenas de feridos.

"Nós temos afirmado repetidamente que aqueles que chegaram ao poder em Kiev devem desarmar os militantes, para proporcionar segurança à população e garantir o direito legítimo do povo de se manifestar.

"Infelizmente, como mostram os acontecimentos na Ucrânia, isso não aconteça, as autoridades de Kiev não controlam a situação no país", afirmou o comunicado do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

"A Rússia é consciente de sua responsabilidade para garantir a segurança dos compatriotas e dos cidadãos da Ucrânia e se reserva no direito de colocar estas pessoas sob proteção", encerrou o comunicado.

As últimas informações que chegam da Ucrânia informa que durante os confrontos noturnos em Donetsk pelo menos um homem foi morto enquanto até 29 pessoas ficaram feridas. Quatro feridos permanecem em hospitais, um deles em estado grave.

Mais tarde a vítima fatal foi identifica como sendo o jovem de 22, Dmitry Chernyavsky, um ativista do partido nacionalista Liberdade, que foi esfaqueado e consequentemente não resistiu e morreu em uma ambulância a caminho do Hospital.

Um processo criminal foi aberto para apurar os acontecimentos trágicos em Donetsk pelo escritório do promotor local.

O Presidente imposto pelo golpe de Estadona Ucrânia Aleksandr Turchinov pediu que fosse resolvida imediatamente a situação, e que os envolvidos no derramamento de sangue fossem punidos pelo crimes da forma legal."

A polícia já teria detido quatro suspeitos de participação e incentivo a desordem no centro de Donetsk.

Com informações da RT

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook