Quinta-Feira, 30 de Outubro de 2014

Página Inicial>Brasil

Começa segunda, no Brasil, o I Encontro Internacional dos Atingidos pela Vale

A previsão é que o Encontro seja replicado nos próximos anos em outras cidades afetadas.

Publicada: 12/04/2010 - 11h50m|Fonte: Natasha Pitts - Adital|Versão para impressão|

De 12 a 15 deste mês, membros de movimentos sociais, sindicatos, organizações e comunidades impactadas pelas obras da Vale estarão reunidas no Rio de Janeiro, Sudeste do Brasil, para trocar experiências e tornar mais numerosa e eficaz a luta contra as ações da Vale, empresa que gera impactos sócio-ambientais e viola os direitos humanos de inúmeras populações. Estarão no ‘I Encontro Internacional dos Atingidos pela Vale’ representantes do Brasil, Moçambique, Canadá, Peru e Chile.
De acordo com padre Dario Bossi, membro da coordenação da Campanha "Justiça nos Trilhos", uma das apoiadoras do I Encontro, o evento reúne vários objetivos.

"O primeiro é a construção de alianças baseadas nas reivindicações comuns. Também serão fortalecidas as lutas dos atingidos pela Vale e dada visibilidade aos conflitos gerados em várias localidades. Neste mesmo sentido, buscaremos afunilar as ações em conjunto para tornar nossa luta mais forte e buscar encaminhamentos para denunciar as ações da empresa. Será gerado ainda um espaço para troca de experiências que deram certo", enumera.

Grande parte das comunidades afetadas pelas ações da Vale começaram a se organizar para divulgar os prejuízos e violações aos direitos humanos que vem sofrendo, assim como as lutas e eventos de combate às ações da transnacional. Esta articulação gerou e ainda têm gerado uma diversidade de materiais impressos, informativos, blogs, e outras formas de denúncia.
"As comunidades vão levar os materiais que estão produzindo e trocar. Com isso, queremos também furar a mídia que é favorável e conivente às ações da Vale, que não denuncia e divulga a situação enfrentada por populações do Brasil, do Chile, do Peru, de Moçambique e de vários outros lugares", esclarece padre Dario.

Os momentos fechados do Encontro deverão concentrar cerca de 150 participantes, já os momentos abertos devem agregar uma quantidade superior. Após a abertura do Encontro, que será realizada na Baía de Sepetiba, estão previstas até a quinta-feira atividades como sessão de vídeos e documentários, intervenções artísticas e culturais e o lançamento do dossiê "Impactos e Violações da Vale no Mundo 2010".

A programação do I Encontro Internacional também prevê uma reunião entre lideranças nacionais e internacionais com representantes da Vale. Para padre Dario, este momento de enfrentamento direto entre manifestantes e representantes da Vale ,durante a Assembleia dos Acionistas, será uma oportunidade para "analisar as estratégias da Vale, pensar como combatê-las e desmontá-las".

O I Encontro Internacional dos Atingidos pela Vale será encerrado com um ato em frente a sede da empresa, localizada na rua Graça Aranha, número 26. A previsão é que o Encontro seja replicado nos próximos anos em outras cidades afetadas.

Prejuízos

Os danos causados pelas atividades da Vale nos cinco continentes são numerosos e vão desde a contaminação de água potável até a destruição da biodiversidade. No Brasil, a população sofre com a poluição e a expulsão de suas terras. Na Argentina, um projeto de potássio ameaça secar o rio Colorado, que abastece toda a região de Mendoza. No Canadá, os trabalhadores estão há nove meses em greve contra a tentativa de empresa de negar direitos adquiridos pela classe. Moçambique, Peru e Chile também sofrem com as ameaça à biodiversidade e às terras de camponeses e indígenas.

Mais informações sobre o I Encontro Internacional nas páginas: http://www.justicanostrilhos.org/ e http://atingidospelavale.wordpress.com/

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook