Sexta-Feira, 27 de Fevereiro de 2015

Página Inicial>Brasil

Com 1.425 casos notificados desde janeiro, DF declara epidemia de dengue

Quando comparados aos índices registrados no mesmo período do ano passado, o aumento é de 335,8% nos casos notificados e de 465% nos confirmados.

Publicada: 19/02/2010 - 19h13m|Fonte: Paula Laboissière - Agência Brasil|Versão para impressão|

  • Com 1.425 casos notificados desde janeiro, DF declara epidemia de dengue
A Secretaria de Saúde confirmou hoje (19) que o Distrito Federal região enfrenta uma epidemia de dengue. Ao todo, 1.425 casos foram notificados, 390 confirmados e duas mortes estão sob investigação desde o início de janeiro.

Quando comparados aos índices registrados no mesmo período do ano passado, o aumento é de 335,8% nos casos notificados e de 465% nos confirmados.

“A situação nos preocupa e já podemos falar epidemia pela explosão do número de casos em um espaço de tempo pequeno”, disse o secretário de Saúde do DF, Joaquim Barros Neto, em entrevista coletiva. Segundo ele, desses 390 casos, 155 foram confirmados por exames ontem (18) e hoje.

A estratégia de combate à epidemia, segundo ele, consiste em eleger pontos específicos do DF para receber tratamento em 100% das residências. As ações já começaram em cidades como Araponga e Itapoã. A primeira tem cerca de 6 mil casas e a segunda, 17 mil. A meta estabelecida pela secretaria é que cada agente comunitário visite 25 imóveis por dia.

O DF deve contar ainda com a ajuda das Forças Armadas. Até o momento, foi confirmado apenas o apoio de cerca de 200 homens do Exército mas, de acordo com o secretário, já houve sinalização também por parte da Marinha e da Aeronáutica. O treinamento começa na semana que vem e vai durar, em média, três dias.

A Secretaria de Saúde do DF estabeleceu uma parceria também com o Serviço de Limpeza Urbana (SLU). O objetivo é marcar dias e horários específicos com os moradores para recolher objetos que possam servir de criadouro do mosquito da dengue.

“É preciso que continuemos esse reforço para evitar o descuido e o desleixo e que a doença volte a nos assustar, como acontece agora. Goiânia (GO), em uma semana, teve um aumento brutal de 6 mil casos. Não podemos deixar que aconteça isso aqui”, afirmou.

O secretário de Saúde disse que vai cobrar ainda a contratação emergencial de pelo menos 500 agentes comunitários. Atualmente, o efetivo do DF é de 465 homens, mas o número, segundo ele, é insuficiente. Neto lembrou, entretanto, que a crise provocada pelo suposto esquema de corrupção no governo do DF pode dificultar uma reunião com o governador em exercício Paulo Otávio. “Além do problema epidêmico, temos um problema político. Estamos aguardando, mas levaremos esse problema”, disse.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook