Sábado, 29 de Março de 2014

Página Inicial>Mundo

Brasil supera Estados Unidos em ranking de países prioritários para investimentos, segundo a ONU

O Brasil saiu do quarto lugar, em 2009, para o terceiro lugar no ranking. A China se mantém na liderança, seguida pela Índia

Publicada: 06/09/2010 - 21h13m|Fonte: Agência Brasil|Versão para impressão|

  • Os países do grupo Bric: Brasil, Rússia, Índia e China - ocupam quatro dos cinco primeiros lugares
  • Os países do grupo Bric: Brasil, Rússia, Índia e China - ocupam quatro dos cinco primeiros lugares
Brasília – O Brasil superou os Estados Unidos e ocupa agora o terceiro lugar em um ranking de países prioritários para investimentos estrangeiros no período entre 2010 e 2012. A conclusão é do levantamento Investimentos Diretos Estrangeiros (IDE) elaborado pela Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad), órgão da Organização das Nações Unidas (ONU).

O Brasil saiu do quarto lugar, em 2009, para o terceiro lugar no ranking. A China se mantém na liderança, seguida pela Índia, que passou da terceira para a segunda posição. Os Estados Unidos caíram para o quarto lugar. No ano passado, quando subiu do quinto para o quarto lugar, o Brasil ultrapassou a Rússia.

As informações são da agência BBC Brasil. Desde 1995, é feita a pesquisa anual da Unctad. Nesta última, foram ouvidos representantes de 236 companhias transnacionais e 116 agências de promoção de investimentos. Os entrevistados foram perguntados sobre as perspectivas em relação aos investimentos entre 2010 e 2012.

Os dados mostram que o impacto da crise econômica global foi maior sobre os investimentos programados para os países desenvolvidos do que para os países em desenvolvimento. Nove dos 15 países apontados no ranking dos destinos prioritários dos investimentos nos próximos anos são nações em desenvolvimento.

Os países do grupo Bric: Brasil, Rússia, Índia e China - ocupam quatro dos cinco primeiros lugares do ranking. A China que era apontada em 2009 como destino prioritário por 98 entrevistados, neste ano foi citada por 107. O número de citações da Índia aumentou no mesmo período de 59 para 72.

O Brasil passou de 44 citações como destino prioritário no ano passado para 70 neste ano, enquanto a Rússia manteve as 36 citações do ano passado. No mesmo período, as citações aos Estados Unidos caíram de 81 para 69, as da Grã-Bretanha reduziram de 31 para 27, e da Alemanha de 28 para 24.

Apesar disso, os países desenvolvidos ainda deverão ser a principal origem dos investimentos no período entre 2010 e 2012, com destaque para os Estados Unidos, a China, Alemanha, Grã-Bretanha e França.

A maioria das companhias e agências ouvidas no levantamento se disse otimista em relação à recuperação mundial e ao crescimento dos investimentos no período – 58% disseram esperar um crescimento nos investimentos até 2012 em relação ao nível de 2009.

Perguntados sobre as expectativas em relação ao ambiente para investimentos, apenas 13% dos entrevistados se disseram otimistas para 2010. Mas este percentual subiu para 47% para 2011 e foi mais elevado ainda em 2012, elevando para 62%. Apenas 4% se disseram pessimistas para 2012. Para 2010, 36% se disseram pessimistas. No ano passado, 47% se diziam pessimistas com o ambiente para investimentos em 2010.

A Unctad estima que os investimentos externos diretos deve chegar a US$ 1,2 trilhão neste ano, a um valor entre US$ 1,3 trilhão e US$ 1,5 trilhão no ano que vem, e no intervalo entre US$ 1,6 trilhão e US$ 2 trilhões em 2012.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook