Segunda-Feira, 01 de Julho de 2013

Página Inicial>Mundo

Animais Livres: Japão encerra caça as baleias este ano devido a intervenção da Sea Shepherd

A Agência de Pesca do Japão anunciou a suspensão das atividades baleeiras no oceano Antártico após ataque a dois barcos dos ativistas da Sea Shepherd.

Publicada: 13/03/2013 - 10h43m|Fonte: ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais|Versão para impressão|

  • Animais Livres: Japão encerra caça as baleias este ano devido a intervenção da Sea Shepherd
Por Natalia Cesana (da Redação)
Matéria publicada originalmente por ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais.

A Agência de Pesca do Japão anunciou a suspensão das atividades baleeiras no oceano Antártico após ataque a dois barcos dos ativistas da Sea Shepherd. Relatos dizem que o confronto ocorreu depois que o grupo em defesa das baleias ordenou que os japoneses se retirassem da área. A Guarda Costeira do Japão afirma que os baleeiros precisaram atacar as embarcações pois elas se aproximaram muito do navio japonês Nisshin Maru enquanto ele era abastecido. O Japão nega os relatos e os ataques aos barcos da Sea Shepherd.

O Instituto Japonês de Pesquisa em Cetáceos, por sua vez, defende que o término das “pesquisas” se deve às dificuldades de reabastecimento dos barcos.

Segundo os ativistas da Sea Shepherd, que todo verão austral bloqueiam de várias formas a frota baleeira, após uma série de ataques violentos entre os baleeiros e os barcos da Sea Shepherd, o navio matadouro Nisshin Maru e outros navios equipados com arpão se distanciaram do território antártico em direção ao oceano Índico.

Neste ano, a “caça científica” realizada pelo Japão matou 75 das 950 baleias que estavam programadas.

“A temporada terminou bem para nós. As condições do tempo continuam a piorar e seria impossível para os japoneses matar mais baleias”, declarou o comandante e fundador da Sea Shepherd, Paul Watson. “Interviemos, lutamos e vencemos.”

Watson não sabe, porém, o que esperar das autoridades australianas com a chegada dos barcos baleeiros japoneses na região de Melbourne. O governo japonês não comentou a afirmação do ativista. O cônsul do Japão em Melbourne, Hidenobu Sobashima, disse que o governo não faz declarações sobre a movimentação dos barcos. Já para o ministro do Meio Ambiente da Austrália, Tony Burke, não é possível saber para onde a frota vai nem se tem intenção de voltar no próximo verão.

Burke lembra apenas que a caça de baleias no oceano Meridional sob o pretexto da pesquisa científica é ilegal e é a base do recurso apresentado pela Austrália e Nova Zelândia à Corte Internacional de Justiça. “Esperamos que esta seja a última vez que eles se comportam desta maneira antes que a Corte emita o seu veredito.”

Fonte: Greenpacks e Corrieri

Nota da Redação: Os baleeiros mais uma vez tentaram distorcer toda a historia, além de caçar animais sencientes e conscientes sob a mentirosa alegação de pesquisa científica (o que também não justificaria a matança de seres inocentes), eles continuam lutando arduamente para tentar esconder ou omitir ao mundo o que fazem em alto mar, o Japão parou sua temporada de caça este ano devido a falta de combustível que não foi reabastecido exatamente pelas intervenções da Sea Shepherd que bloqueou o reabastecimento ilegal de toda frota baleeira em águas da Antártida, graças a essas ações muitos desses enormes e belos mamíferos marinhos estão nadando livremente agora.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook