Segunda-Feira, 01 de Julho de 2013

Página Inicial>Mundo

Afeganistão: Talibãs assumem controle sobre posto avançado dos EUA, e capturam combustível, armas e munição

Há uma grande quantidade de munição deixada para trás, morteiros, foguetes e mísseis. Isto, se Deus quiser, vamos usar contra eles", disse um comandante Talibã

Publicada: 19/04/2010 - 11h11m|Fonte: Al Jazeera|Versão para impressão|

  • Talibãs tomam posto avançado dos EUA no afeganistão juntamente com combustível munição e misseis
  • Talibãs tomam posto avançado dos EUA no afeganistão juntamente com combustível munição e misseis
O Talibã está reivindicando a vitória no leste do Afeganistão em um local conhecido como Korengal Valley, após a retirada das forças dos EUA do local onde mantinham um posto avançado.

Funcionários dos EUA, no entanto, dizem que a retirada, na província de Kunar foi "um reposicionamento de forças" mediante ordem do general Stanley McChrystal, chefe das forças norte-americanas e da Otan no Afeganistão, para concentrar os recursos nas áreas urbanas.

Korengal Valley, apelidada de Vale da Morte pelas forças dos EUA era frequentemente palco de violentos combates. Pelo menos 42 soldados americanos foram mortos nos últimos cinco anos nesta região.

Dias após a retirada dos norte-americanos, a Al Jazeera visitou o vale, e encontrou os talibãs com o controle da área e acesso a todas as partes do campo.

Um morador local disse acreditar que a estabilidade voltaria para a área, agora que as forças estrangeiras sumiram.

"Nós não queremos os americanos, não queremos os alemães ou qualquer outro estrangeiro. Nós queremos a paz. Queremos Talibãs e o islamismo - não queremos outra coisa."


Planos do Talibã

Combatentes do Talibã disseram à Al Jazeera que pretendem fazer uso do posto avançado americano e lançar ataques para capturar mais território na região.

Eles também alegaram que tinham capturado toneladas de combustível e munições deixadas pelas forças dos EUA.

"Há uma grande quantidade de munição deixada para trás - morteiros, foguetes e mísseis. Isto, se Deus quiser, vamos usar contra eles", disse um comandante local do Talibã, aos jornalistas da Al jazeera

Al Jazeera tentou falar com o palácio presidencial em Cabul, bem como a sede da Otan International Security Assistance Force (ISAF) e também com o Pentágono, mas nenhum deles quis comentar a vitória do Talibã no local.

Mark Perry, um analista militar baseado em Washington, DC, disse que a retirada das forças americanas do Korengal não era necessariamente uma vitória ou derrota, mas estava em sintonia com uma estratégia antiga.

"Esta é uma batalha muito pequena", disse ele.

"É verdade tivemos que se retirar, mas não íamos ficar lá de qualquer maneira."

Ele disse que os militares americanos estão buscando uma estratégia para tentar inviabilizar o Talibã e a al-Qaeda sempre que possível, e criar "um espaço de manobra para o governo do Afeganistão se tornar politicamente enraizada na sociedade".

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook