Sexta-Feira, 16 de Agosto de 2013

Página Inicial>Mundo

Afeganistão: Meninas envenenadas na escola

As escolas femininas foram atacadas de forma semelhante em outras partes do Afeganistão ao longo dos últimos anos. Talibãs negaram que o grupo teve envolvimento

Publicada: 26/04/2010 - 12h09m|Fonte: Al Jazeera|Versão para impressão|

  • As escolas femininas foram atacadas em várias partes do Afeganistão nos últimos anos
  • As escolas femininas foram atacadas em várias partes do Afeganistão nos últimos anos
    Foto: GALLO / Getty
Pelo menos 13 meninas ficaram doentes depois de uma suspeita de ataque com gás venenoso em uma escola no norte do Afeganistão.

O governo acusou os combatentes que são contra a educação feminina de estar por trás do ataque.

O incidente de domingo - o terceira, na província de Kunduz - aumenta para 80 o número de meninas que apresentaram sintomas como dores de cabeça, vômitos e tremores após a suspeita de envenenamento na escola.

No sábado, 47 meninas de outra escola relataram sentir tonturas e náuseas, enquanto na quarta-feira 23 meninas disseram que se sentiram mal em circunstâncias semelhantes.


"Cheiro estranho"

Fauzia, uma menina de 13 anos e uma das pessoas afetadas no último incidente, disse que quando ela saiu da sala de aula, ela "sentiu um odor estranho e depois desmaiou".

"Eu não acho que meus pais vão permitir que eu frequente a escola após este incidente ", disse ela.

Outra menina, Sumaila de 12 anos, disse que ela estava na sala de aula, quando sentiu um "cheiro de flor ".

"Eu vi os meus colegas e meu professor passando mal e quando eu abri meus olhos eu estava no hospital."

Khamoosh Humayun, chefe do Hospital Central de Kunduz, disse que todas as meninas estavam em condição estável após o tratamento inicial.

Autoridades disseram que ainda estão investigando os incidentes.

Waheed Omer, um porta-voz do presidente afegão, Hamid Karzai, disse que grupos anti-governo com intenção de espalhar o medo eram os culpados pelos incidentes.

"Quem impede as crianças de ir à escola é um inimigo do Afeganistão e da sua prosperidade", disse ele.


Talibãs negam envolvimento

Um porta-voz do Talibã negou que o grupo teve qualquer envolvimento no ataque, e condenou os ataques as meninas da escola.

As escolas femininas foram atacadas de forma semelhante em outras partes do Afeganistão ao longo dos últimos anos.

Em um ataque em Kandahar, em 2008, cerca de 15 meninas e professores foram pulverizadas com ácido por homens em motos.

Durante o regime Talibã, a partir de 1996-2001, as meninas eram proibidas de freqüentar a escola.

Em algumas partes do sul e leste do Afeganistão, especialmente em redutos talibãs, escolas para meninas ainda permanecem fechados.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook