Sábado, 17 de Agosto de 2013

Página Inicial>Mundo

951 cidades em 82 países (por enquanto) se juntaram ao protesto mundial 15-M

Os organizadores da mobilização (milhares de pessoas que se coordenam pela internet e em reuniões) chamam os cidadãos a "reapropriarse da política.

Publicada: 14/10/2011 - 16h46m|Fonte: El País|Versão para impressão|

  • 951 cidades em 82 países (por enquanto) se juntaram ao protesto mundial 15-M
Os organizadores da mobilização (milhares de pessoas que se coordenam pela internet e em reuniões) chamam os cidadãos a "reapropriarse da política mediante a participaçao dirta na vida social, política e economica" e reclamam "uma democratizaçao economica e governamental", segundo o manifesto elaborado por indignados de 15 países que se reuniram em Barcelona.

"Este é um movimento de pressão cidad~para que eles (os políticos) façam seu trabalho", assegura um membro do 15-M na apresentação da marcha. "É muito fácil mobilizar as pessoas quando 99% oprimem 1%", delcarou confiante uma ativista. A mobilização de sábado foi idealizada na primavera passada como um protesto europeu para depois do verão e pretende se converter em um protesto nos cinco continentes. A manifestaçao pretende ser "pacífica, sem bandeiras nem logos".

Em Madri, o protesto acabará com duas assembléias que abordaram, entre outros assuntos, o futuro do movimento. " Se alguém decide acampar, fará sob sua responsabilidade. Fica claro que nós não convocamos ninguém para acampar", explicou uma representante do 15-M. Cinco meses despois de sua primeira manifestação, o Movimento 15-M modificou levemente o seu lema que é: "Seguimos sem ser mercadoria em mãos de políticos e banqueiros."

A pedido dos jornalistas, os representantes do 15-M explicaram que diante das eleiçoes gerais, em 20 de Novmebro, se limitam a "incentivar a cidadania, para que analise de maneira responsável as diferentes opçoes antes de votar." Asseguraram que "o resultado (de 20 de Novmebro) não vai alterar a dinâmica do movimento":

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook